Mensagens de Luz  
 
 
  Textos Espíritas  
 
 
  Guia de Centros Espíritas  
 
 
  Fale Conosco  
 
 
Página Inicial - O Espiritismo
 Home
 A Doutrina
  O que é?
  Conheça Allan Kardec
  Biografias
  Galeria de Imagens
  Fale Conosco
  Links Indicados
  Sugestão de Livros
  Obras Básicas
 O Espiritismo e Você
  Mensagens de Luz
  Textos Espíritas
  Guia de Endereços
  de Centros Espíritas
 
 
>> MURAL DE RECADOS
 
Mural
De: Bete Moreira
Para: Todos
E-mail: luannina2012@hotmail.com
Data: 21/08/18 18:01

Senhor Jesus agradeço por tudo que tens feito por mim e toda minha família, peço que continue nos abençoando com muita saúde e paz no coração. Nos afaste de todo e qualquer espirito encarnado ou desencarnado que possam querer nos prejudicar. Abençoe e proteja a toda humanidade. Hoje e sempre! Que assim seja!

De: Bete Moreira
Para: Todos
E-mail: luannina2012@hotmail.com
Data: 21/08/18 17:53

É preciso saber viver



Dois grandes vultos da música brasileira, certa vez, compuseram os seguintes versos:

Toda pedra do caminho você pode retirar. Numa flor que tem espinho, você pode se arranhar. Se o bem e o mal existem, você pode escolher. É preciso saber viver.

A canção expressa uma grande verdade. A vida é feita de escolhas.

Todos nós, diariamente, nos deparamos com pessoas, com situações e fatos que nos instigam, exigindo-nos um posicionamento.

Não há quem transite pelas estradas do mundo sem pedras em seu caminho.

Nenhum de nós pode alimentar a ilusão de que não haverá espinhos que nos poderão ferir, mesmo que levemente.

O que nos cabe é escolher como encarar tais situações, como lidar com pedras e espinhos.

Alguns de nós acreditamos que a melhor forma de enfrentar essas situações é tendo como lema o olho por olho, dente por dente, conforme os registros do Antigo Testamento.

Em outras palavras, se alguém nos dificulta a vida, fazermos o mesmo, tanto quanto possível.

Se somos vítimas de maledicência, traição, calúnia, arquitetarmos situações para retribuir da mesma forma.

Se é a grosseria, a má educação, a falta de civilidade que alguém nos impõe, imediatamente adotarmos a mesma postura, repetindo aquilo de que fomos alvo.

No entanto, nos esquecemos de que, conforme cantam os poetas, se o mal e o bem existem, podemos fazer nossa opção.

Se somos vítimas do mal, se alguma situação inconveniente nos alcança, quer sejam coisas corriqueiras ou graves, vale a pena refletir.

É importante parar e analisar a ocorrência. É valioso ponderar antes de agir.

Muitas vezes, nos sentimos provocados por situações desagradáveis, reagimos por impulso para, no momento seguinte, nos arrependermos pelas consequências que nos alcançam.

Sem a reflexão, a ponderação, sobram-nos os instintos e os comportamentos menos nobres, que ainda trazemos como padrões de atitude e de ação.

Portanto, o que nos cabe, como sugere a canção, é saber viver.

Entre tantas possibilidades de agir, é necessário saber escolher.

Se nos deixamos levar pelo atropelo das circunstâncias, pelas limitações e dificuldades dos outros, não teremos outro resultado que não sejam dificuldades e problemas.

Saber viver talvez possa ser simplesmente mudar nossa postura perante a vida.

Perante a calúnia, nos mantermos dignos, agindo corretamente, apoiados na consciência tranquila.

Frente à grosseria e à descompostura de alguém, oferecermos a paciência que aguarda, a gentileza ou o silêncio, que desarmam as pessoas.

Diante da traição, da covardia e do erro, oferecermos a compreensão, que alivia; trabalharmos o perdão, que dulcifica; aguardarmos o tempo, que oferece ponderação.

Recordemos as palavras sábias do Amigo Jesus: Já ouvistes: amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo, amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem.

Tudo isso, conclui o Mestre da Galileia, para que nos tornemos filhos de nosso Pai.

Em síntese, vivamos bem para vivermos mais tranquilos e mais felizes.



Redação do Momento Espírita.
Em 21.8.2018.

De: wilson
Para: Os estudiosos
E-mail: wilsonmoreno67@gmail.com
Data: 19/08/18 04:23

Como Identificar os Espíritos desencarnados???

Vejamos as explicações de Kardec
Revista Espírita ANO 2 – SETEMBRO 1859 – Nº. 9

Os Espíritos superiores têm, como dissemos em muitas circunstâncias, UMA LINGUAGEM SEMPRE DIGNA, NOBRE, ELEVADA, sem mistura com qualquer trivialidade; eles dizem tudo com simplicidade e modéstia, não se vangloriam nunca, não exibem jamais seu saber nem sua posição entre os outros. A DOS ESPÍRITOS INFERIORES OU VULGARES TEM SEMPRE ALGUM REFLEXO DAS PAIXÕES HUMANAS; TODA A EXPRESSÃO QUE EXALA A BAIXEZA, A SUFICIÊNCIA, A ARROGÂNCIA, A FANFARRICE, A ACRIMÔNIA, É UM INDÍCIO CARACTERÍSTICO DE INFERIORIDADE, OU DE FRAUDE SE O ESPÍRITO SE APRESENTA SOB UM NOME RESPEITÁVEL E VENERADO.

Os bons Espíritos não dizem senão o que sabem; eles se calam ou confessam sua ignorância sobre o que não sabem. Os maus falam de tudo com segurança, sem se importarem com a verdade. TODA HERESIA CIENTÍFICA NOTÓRIA, TODO PRINCÍPIO QUE CHOCA COM A RAZÃO E O BOM SENSO, MOSTRA A FRAUDE SE O ESPÍRITO SE DÁ POR UM ESPÍRITO ESCLARECIDO.

OS BONS ESPÍRITOS NUNCA MANDAM; NÃO SE IMPÕEM: ELES ACONSELHAM, E, SE NÃO SÃO ESCUTADOS, SE RETIRAM. OS MAUS SÃO IMPERIOSOS: DÃO ORDEM, E QUEREM SER OBEDECIDOS. TODO ESPÍRITO QUE SE IMPÕE TRAI SUA ORIGEM.

Os bons Espíritos não lisonjeiam; eles aprovam quando se faz bem, mas sempre com reserva; os maus dão elogios exagerados, estimulam o orgulho e vaidade pregando a humildade, e procuram exaltar a importância pessoal daqueles que querem captar.

É necessário desconfiar de nomes bizarros e ridículos que tomam certos Espíritos que querem se impor à credulidade; seria soberanamente absurdo tomar esses nomes a sério.

É NECESSÁRIO IGUALMENTE DESCONFIAR DAQUELES QUE SE APRESENTAM, MUITO FACILMENTE, SOB NOMES EXTREMAMENTE VENERADOS, E NÃO ACEITAR SUAS PALAVRAS SENÃO COM A MAIOR RESERVA; É AÍ SOBRETUDO QUE UM CONTROLE SEVERO É INDISPENSÁVEL, porque, frequentemente, trata-se de uma máscara que tomam para fazer crer em pretensas relações íntimas com os Espíritos fora de linha. Por esse meio eles agradam a vaidade, e dele se aproveitam para induzir, frequentemente, a diligências lamentáveis ou ridículas.

OS BONS ESPÍRITOS NÃO ACONSELHAM JAMAIS SENÃO COISAS PERFEITAMENTE RACIONAIS; toda recomendação que se afastasse da direita linha do bom senso e das leis imutáveis da Natureza acusa um Espírito limitado e ainda sob a influência de preconceitos terrestres, e, por conseguinte, pouco digno de confiança.

Os Espíritos maus, ou simplesmente imperfeitos, se trairiam ainda por sinais materiais com os quais não poderia equivocar-se. Sua ação sobre o médium, algumas vezes, é violenta, e provoca em sua escrita movimentos bruscos e irregulares, uma agitação febril e convulsiva, que contrasta com a calma e a doçura dos bons Espíritos.

Um outro sinal de sua presença é a obsessão. OS BONS ESPÍRITOS NÃO OBSIDIAM JAMAIS; OS MAUS SE IMPÕEM EM TODOS OS INSTANTES; É POR ISSO QUE TODO MÉDIUM DEVE DESCONFIAR DA NECESSIDADE IRRESISTÍVEL DE ESCREVER QUE SE APODERA DELE NOS MOMENTOS MAIS INOPORTUNOS. ESSE NÃO É NUNCA O FATO DE UM BOM ESPÍRITO, E NÃO DEVE A ISSO CEDER.

Allan Kardec
Revista Espirita ANO 2 – SETEMBRO 1859 – Nº. 9

Wilson Moreno

De: wilson
Para: Os estudiosos
E-mail: wilsonmoreno67@gmail.com
Data: 16/08/18 22:38

Sobre os espíritos que pedem coisas materiais.

Os espíritos elevados procuram sempre moralizar e espiritualizar os encarnados.
Esses espíritos que pedem sempre coisas materiais e terrenas e falam palavrões são espíritos inferiores sem luz.
E quando vc dar para esses espíritos o que eles pedem como bebidas, fumo, comida vc esta contribuindo para manter esses espíritos apegados a matéria.
Perguntamos, como que esses espíritos vão evoluir no campo espiritual e moral pedindo essas coisas como cigarros, charutos, despachos, bebidas alcoólicas, comida etc...
Eles vão se materializar cada vez mais com essas praticas.
Eles precisam se desapegar dessas coisas terrenas para poderem evoluir no campo espiritual e moral.
ELES PRECISAM SE DESAPEGAR DA MATÉRIA.

Os espíritos elevados e superiores pregam somente o bem, a caridade, as Virtudes, a elevação moral, a pureza dos pensamentos, o desapego das coisas materiais.
Eles tentam sempre moralizar e espiritualizar os encarnados.
Um espírito elevado jamais vai pedir coisas terrenas e materiais como despachos, bebidas alcoólicas, cigarros, charutos, velas pretas ou vermelhas, comida etc..
Quem pede essas coisas são espíritos inferiores e atrasados moralmente, esses espíritos estão ainda apegados a matéria.
Eles desencarnaram mais continuam apegados ao plano terreno.
E tem certos espíritos inferiores ou entidades que pedem sacrifícios de pobres animais em rituais de magia e afro, jamais um espírito elevado da Luz vai pedir sacrifícios de animais.
Os espíritos elevados pregam somente as Virtudes e o amor e o respeito pelos animais.
Manter contato com essas entidades é muito perigoso por que elas estão ainda fortemente apegadas as baixas vibrações mentais e morais, esses espíritos possuem ainda um perispirito denso, grosseiro e eles ficam retidos na crosta terrena, tentando ainda satisfazer seus vícios e desejos terrenos.
Portanto, manter contato com esses espíritos materializados é muito perigoso, eles podem provocar perturbações mentais e psíquicas nas pessoas que freqüentam tais ambientes.

Wilson Moreno

De: Bete Moreira
Para: Todos
E-mail: luannina2012@hotmail.com
Data: 10/08/18 18:00

PROCUREMOS MAIS LUZ

Pelo Espírito Emmanuel.

Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Livro: Tocando o Barco. Lição nº 03. Página 16.



Amigos,

A casa não se levanta sem alicerces.

O rio não desliza sem leito.

A árvore não se ergue sem raízes.

O compositor não chegaria à obra-prima sem a iniciação do solfejo.

O sábio não penetraria o templo da cultura sem, antes, acomodar-se com o impositivo do alfabeto.

O médico não conseguiria curar sem apoiar-se no estudo e na experiência.

O milagre, em qualquer circunstância, não é mais do que labor intenso de recapitulação, de sacrifício, de persistência e devoção no objetivo por atingir.

Se adquires no mundo o comprimido para a dor de cabeça, se pagas o ingresso à casa de diversões, por que motivo haveríeis de obter a fé sem trabalho perseverante na compreensão da vida e no burilamento da personalidade?

Nada existe sem preço.

A Lei da retribuição funciona em todos os caminhos.

Sementeira e colheita.

Ação e reação.

Temos o que buscamos.

Atraímos, invariavelmente, o objeto de nossa procura.

Se desejais direitos no Céu, não olvideis as obrigações na Terra.

Se ao invés de aguardardes a passagem dos milênios no tempo, que tudo transforma e tudo amadurece, vos esforçardes, desde agora, na sublimação da própria alma, através da renunciação às sombras do egoísmo e da ignorância, do exclusivismo e da crueldade, mais depressa formareis o alto patrimônio de luz do merecimento próprio e entrareis, de imediato, na posse dos tesouros inalienáveis da Vida Imperecível.


De: wilson
Para: Os estudiosos
E-mail: wilsonmoreno67@gmail.com
Data: 10/08/18 08:52

Observações Doutrinarias de Kardec.

O ESPÍRITO ENCARNADO ESTÁ SOB A INFLUÊNCIA DA MATÉRIA. O HOMEM QUE SUPERA ESSA INFLUÊNCIA, PELA ELEVAÇÃO E PURIFICAÇÃO DE SUA ALMA, APROXIMA-SE DOS BONS ESPÍRITOS COM OS QUAIS ESTARÁ UM DIA. AQUELE QUE SE DEIXA DOMINAR PELAS MÁS PAIXÕES E PÕE TODAS AS SUAS ALEGRIAS NA SATISFAÇÃO DOS APETITES GROSSEIROS APROXIMA-SE DOS ESPÍRITOS IMPUROS, DANDO PREFERÊNCIA À NATUREZA ANIMAL.

Os Espíritos encarnados habitam os diferentes globos do Universo.

Os espíritos não encarnados ou errantes não ocupam nenhuma região determinada ou circunscrita; estão por toda parte, no espaço e ao nosso lado, vendo-nos e acotovelando-nos sem cessar. É TODA UMA POPULAÇÃO INVISÍVEL QUE SE AGITA EM NOSSO REDOR.

As relações dos Espíritos com os homens são constantes. Os bons Espíritos nos convidam ao bem, nos sustentam nas provas da vida e nos ajudam a suportá-las com coragem e resignação; OS MAUS NOS CONVIDAM AO MAL: É PARA ELES UM PRAZER VER-NOS SUCUMBIR E CAIR NO SEU ESTADO.

OS ESPÍRITOS SÃO ATRAÍDOS NA RAZÃO DE SUA SIMPATIA PELA NATUREZA MORAL DO MEIO QUE OS EVOCA. Os Espíritos superiores gostam das reuniões sérias em que predominam o amor do bem e o desejo sincero de instrução e de melhoria. Sua presença afasta os Espíritos inferiores, que encontram, ao contrário, livre acesso e podem agir com inteira liberdade entre as pessoas frívolas ou guiadas apenas pela curiosidade, e por toda parte onde encontrem maus instintos. LONGE DE OBTERMOS BONS CONSELHOS E INFORMAÇÕES ÚTEIS DESSES ESPÍRITOS, NADA MAIS DEVEMOS ESPERAR DO QUE FUTILIDADES, MENTIRAS, BRINCADEIRAS DE MAU GOSTO OU MISTIFICAÇÕES, POIS FREQÜENTEMENTE SE SERVEM DE NOMES VENERÁVEIS PARA MELHOR NOS INDUZIREM AO ERRO.

Distinguir os bons e os maus Espíritos é extremamente fácil. A linguagem dos Espíritos superiores é constantemente digna, nobre, cheia da mais alta moralidade, livre de qualquer paixão inferior, seus conselhos revelam a mais pura sabedoria e têm sempre por alvo o nosso progresso e o bem da Humanidade.

A dos Espíritos inferiores, é inconseqüente, quase sempre banal e mesmo grosseira; se dizem às vezes coisas boas e verdadeiras, dizem com mais freqüência falsidades e absurdos, por malícia ou ignorância; ZOMBAM DA CREDULIDADE E DIVERTEM-SE À CUSTA DOS QUE OS INTERROGAM, LISONJEANDO-LHES A VAIDADE E EMBALANDO-LHES OS DESEJOS COM FALSAS ESPERANÇAS. EM RESUMO, AS COMUNICAÇÕES SÉRIAS, NA PERFEITA ACEPÇÃO DO TERMO, NÃO SE VERIFICAM SENÃO NOS CENTROS SÉRIOS, CUJOS MEMBROS ESTÃO UNIDOS POR UMA ÍNTIMA COMUNHÃO DE PENSAMENTOS DIRIGIDOS PARA O BEM.

Allan Kardec
O Livro dos Espíritos
Resumo da Doutrina Espírita.


De: Bete Moreira
Para: Todos
E-mail: luannina2012@hotmail.com
Data: 09/08/18 18:36

Senhor Jesus agradeço por tudo que tens feitos por mim e toda minha família e peço que continue nos abençoando e protegendo sempre com muita saúde e paz.Não permita senhor que o desanimo tome conta de nós, da-nos sempre a esperança de dias melhores, nos afaste de toda e qualquer maldades do mundo. Que tenhamos sempre muita fé em ti. Ilumine o caminho de cada um de nós com muita sabedoria, persistência, coragem, amor, união e a certeza que sempre estas com cada um de nós e jamais nos abandonará. Abençoe e proteja a toda humanidade com Força, Foco e Fé. Hoje e sempre, Que assim seja. Amém!

De: Bete Moreira
Para: Todos
E-mail: luannina2012@hotmail.com
Data: 09/08/18 09:13

Detox para a alma



Alice foi a um especialista em nutrição. Realizou vários exames para averiguar como estavam os seus níveis de minerais, proteínas, hormônios, açúcares e outras substâncias no sangue.

Preocupava-se com a saúde e queria cuidar do corpo.

A nutróloga receitou, inicialmente, uma dieta detox, para eliminar toxinas.

A seguir, indicou outra dieta que consistia numa reeducação alimentar, priorizando a ingestão de alimentos naturais e orgânicos, retirando do cardápio o que seria prejudicial à saúde, como frituras, refrigerantes, doces, salgadinhos, alimentos processados, entre outros.

Ela começou a dieta desintoxicante empolgada. Sentiu o corpo reagir com mais disposição.

Depois, iniciou a reeducação alimentar, mas foi perdendo o ânimo ao longo das semanas, sentindo-se privada das coisas de que gostava de comer.

Foi ficando mal-humorada, irritadiça. Por fim, abandonou tudo, culpando o médico por não ter conseguido alcançar sua meta.

Em pouco tempo, estava novamente ingerindo os alimentos que não lhe faziam bem à saúde.

* * *

Da mesma forma que o nosso corpo, para estar bem, necessita de alimentos saudáveis, devemos agir de igual forma com a alimentação da alma.

Nossos pensamentos são nutridos pelo que vemos, ouvimos e sentimos.

Se apreciamos discussões e fofocas, alimentamos nossa alma com emoções e sentimentos tóxicos.

Se damos atenção a filmes violentos, notícias escandalosas, músicas cujas letras veiculam a vulgaridade, o preconceito, leituras que reforçam materialismo e desesperança, contaminamos nossos pensamentos.

Da mesma forma que é preciso fazer uma dieta detox seguida de uma reeducação alimentar para equilibrar o corpo, é necessário também um detox para a alma.

Como fazer isso?

Reduzindo cada vez mais a sintonia e a interação com o que é negativo, como discursos que estimulam revoltas, ódio, brigas, fofocas...

Olhando para dentro de nós, eliminando mágoas e ressentimentos arraigados.

Percebendo o quanto somos orgulhosos e egoístas no convívio com familiares, amigos, colegas de trabalho.

Da mesma forma que o corpo precisa de nutrição sadia para que suas funções sejam equilibradas, nossa alma precisa de pensamentos, emoções e sentimentos positivos para se manter em harmonia.

Diferentemente de Alice, que se deixou arrastar pelos hábitos antigos, precisamos perseverar para não voltar a agir, sentir e pensar como antes de iniciar a dieta.

Bebemos água fresca para limpar o organismo. Para limpar a alma é preciso beber na fonte mais poderosa do Universo: o amor.

Se nas dietas do corpo fazemos trocas para melhorar a saúde, façamos trocas também nessa reeducação do sentir.

Em vez de sentir raiva, olhemos o outro com compaixão, sem as toxinas do orgulho e do egoísmo. Nosso orgulho ferido nos faz ver as coisas de maneira distorcida.

Da mesma forma que lutamos para não ingerir guloseimas e gorduras, lutemos contra desejos de vingança, de rebater as ofensas e evitemos armazenar esses desejos em nós.

Não nos alimentando do que faz mal ao corpo e ao Espírito, teremos uma vida mais longa, saudável, equilibrada e feliz!

Redação do Momento Espírita.
Em 9.8.2018.

De: Bete Moreira
Para: Todos
E-mail: luannina2012@hotmail.com
Data: 06/08/18 21:26

Onda gigante



Um pesadelo assustador para muitos, certamente: uma onda gigante vindo em sua direção, imponente, engolindo tudo pela frente.

Em nós, misturam-se sentimentos: impotência, pavor, desorientação. Não há o que fazer, não há para onde ir. Tudo parece condenado.

Diante das grandes ameaças, dos grandes problemas dos dias, muitas vezes nos sentimos assim, e os sonhos, à noite, acabam por produzir tais representações aterradoras.

Agora procuremos imaginar uma outra cena: um paredão de água do mar com cerca de vinte e quatro metros de altura, prestes a quebrar na costa.

No alto de toda essa imponência, na crista, vislumbramos algo que nos surpreende: lá está uma pessoa.

Trata-se de um surfista que se projeta muralha abaixo, desafiando aquela que passaria a ser a maior onda já surfada no mundo.

Os que observamos, à distância, nem sequer respiramos naqueles breves segundos. Enxergamos o pequeno risco veloz desenhado na água do mar, enquanto atrás, o grande muro parece querer desabar a qualquer momento.

O oceano silencia aguardando a arrebentação, como se prendesse o fôlego antes do rugido ensurdecedor da vaga quebrada no raso.

Após o grande estrondo, então, lá está o esportista, ileso, em pé em sua prancha, vitorioso sobre a espuma da onda vencida.

* * *

Grandes problemas podem ser vistos como grandes oportunidades.

O mundo de provas e expiações é também o mundo dos aprendizados constantes, é o mundo escola.

Cada experiência, por mais assustadora que possa parecer, guarda em si uma lição para o Espírito em crescimento.

Importante não enxergarmos as ondas gigantes da vida como grandes males, grandes desgraças.

Abandonemos essa visão imediatista, simplista, que julga os acontecimentos apressadamente, sem perceber suas consequências mais adiante. A vida do Espírito é a vida do longo prazo.

Quantas ondas assustadoras já encaramos na vida e nas vidas, sobrevivendo ao final?

Não é a primeira vez nem a última que iremos enfrentar desafios dessa monta, por isso é hora de pensarmos diferente.

Por que não surfarmos nas imensas vagas que se apresentam? Será que não é esse o convite do oceano da vida?

Pensemos, estudemos, analisemos, preparemo-nos melhor.

O mar não é o inimigo, assim como as Leis de Deus também não o são.

Convidemos a coragem para estar conosco todos os dias. O medo é natural. Não nos envergonhemos dele. Prossigamos com ele ao nosso lado, porém, não permitamos que ele nos controle.

Nada poderá nos destruir. Somos maiores do que as ondas gigantes, embora não possa parecer.

* * *

Enquanto nos encontramos no plano de exercício, qual a crosta da Terra, sempre seremos defrontados pela dificuldade e pela dor.

A lição dada é caminho para novas lições.

Atrás do enigma resolvido, outros enigmas aparecem.

Outra não pode ser a função da escola, senão ensinar, exercitar e aperfeiçoar.

Enchamo-nos, pois, de calma e bom ânimo, em todas as situações.
Fomos colocados entre obstáculos mil de natureza estranha, para que, vencendo inibições fora de nós, aprendamos a superar as nossas limitações.

Redação do Momento Espírita, com citações do cap. 61,
do livro Fonte Viva, pelo Espírito Emmanuel, psicografia
de Francisco Cândido Xavier, ed. FEB.
Em 6.8.2018.

De: wilson
Para: Os estudiosos
E-mail: wilsonmoreno67@gmail.com
Data: 02/08/18 13:05

Nem tudo é provação e expiação.

Nem todo sofrimento e dores são provações ou expiações muitas vezes é criado pela própria pessoa na encarnação atual pelo mau uso do Livre arbítrio.
A pessoa usa seu Livre arbítrio de forma errada praticando coisas erradas, faltas, vícios e depois vai sofrer as conseqüências desses erros e faltas.
Em muitos casos somos nós mesmos que criamos nossos tormentos e sofrimentos na reencarnação presente por falta de raciocínio e moderação.

Vejamos esse texto de Kardec com muita atenção.

4. As vicissitudes da vida são de duas espécies, ou, se quisermos, têm duas origens bem diversas, que importa distinguir: UMAS TÊM SUA CAUSA NA VIDA PRESENTE; outras, fora desta vida.

Remontando à fonte dos males terrenos, reconhece-se que muitos são a conseqüência natural do caráter e da conduta daqueles que os sofrem. QUANTOS HOMENS CAEM POR SUA PRÓPRIA CULPA! QUANTOS SÃO VÍTIMAS DE SUA IMPREVIDÊNCIA, DE SEU ORGULHO E DE SUA AMBIÇÃO! QUANTAS PESSOAS ARRUINADAS POR FALTA DE ORDEM, DE PERSEVERANÇA, POR MAU COMPORTAMENTO OU POR NÃO TEREM LIMITADO OS SEUS DESEJOS!

Quantas uniões infelizes, porque resultaram dos cálculos do interesse ou da vaidade, nada tendo com isso o coração! Que de dissenções, de disputas funestas, poderiam ser evitadas com mais moderação e menos suscetibilidade! QUANTAS DOENÇAS E ALEIJÕES SÃO O EFEITO DA INTEMPERANÇA E DOS EXCESSOS DE TODA ORDEM!

QUANTOS PAIS INFELIZES COM OS FILHOS, POR NÃO TEREM COMBATIDO AS SUAS MÁS TENDÊNCIAS DESDE O PRINCÍPIO. POR FRAQUEZA OU INDIFERENÇA, DEIXARAM QUE SE DESENVOLVESSEM NELES OS GERMES DO ORGULHO, DO EGOÍSMO E DA TOLA VAIDADE, QUE RESSECAM O CORAÇÃO. Mais tarde colhendo o que semearam, admiram-se e afligem-se com a sua falta de respeito e a sua ingratidão.

Que todos os que têm o coração ferido pelas vicissitudes e as decepções da vida, interroguem friamente a própria consciência. QUE REMONTEM PASSO A PASSO À FONTE DOS MALES QUE OS AFLIGEM, E VERÃO SE, NA MAIORIA DAS VEZES, NÃO PODEM DIZER: \"SE EU TIVESSE OU NÃO TIVESSE FEITO TAL COISA NÃO ESTARIA NESTA SITUAÇÃO\".

A quem, portanto, devem todas essas aflições, senão a si mesmos? O HOMEM É, ASSIM, NUM GRANDE NÚMERO DE CASOS, O AUTOR DE SEUS PRÓPRIOS INFORTÚNIOS. MAS, EM VEZ DE RECONHECÊ-LO, ACHA MAIS SIMPLES, E MENOS HUMILHANTE PARA A SUA VAIDADE, ACUSAR A SORTE, A PROVIDÊNCIA, A FALTA DE OPORTUNIDADE, SUA MÁ ESTRELA, ENQUANTO, NA VERDADE, SUA MÁ ESTRELA É A SUA PRÓPRIA INCÚRIA.
Os males dessa espécie constituem, seguramente, um número considerável das vicissitudes da vida. O homem os evitará, quando trabalhar para o seu adiantamento moral e intelectual.

Allan Kardec
\"O Evangelho Segundo o Espiritismo\"
Causas Atuais das Aflições


De: Bete Moreira
Para: Todos
E-mail: luannina2012@hotmail.com
Data: 02/08/18 09:29

Uma prece



Ao despertar, enquanto você abre os olhos e se espreguiça na cama, seja para o Senhor da Vida o seu primeiro pensamento.

Meditando em tantas coisas que logo mais lhe tomarão todas as horas do dia, sem lhe deixar tempo para telefonar para o amigo que há muito não vê, ou almoçar com a família, eleve a Deus o seu pensamento e lhe diga:

Senhor, acalma meu passo. Desacelera as batidas do meu coração, acalmando minha mente.

Diminui meu ritmo apressado com a visão da eternidade do tempo. Em meio às confusões do dia a dia, dá-me a tranquilidade das montanhas.

Retira a tensão dos meus músculos e nervos com a música suave dos rios de águas cantantes que vivem em minhas lembranças.

Ajuda-me a conhecer o poder mágico e reparador do sono. Ajuda-me a me preparar bem para o repouso de todas as noites, lembrando-me sempre que enquanto dorme meu corpo, eu, Espírito, adentrarei o verdadeiro mundo e irei aos lugares que a minha mente elegeu como meu tesouro.

Ensina-me a arte de tirar pequenas férias: reduzir o meu ritmo para contemplar uma flor, papear com um amigo, afagar uma criança, ler um poema, ouvir uma música preferida.

Ensina-me a ter olhos de ver a beleza do céu azul, um raio de sol, a chuva da tarde, o cair da noite, com seu manto aveludado bordado de estrelas.

Acalma meu passo, Senhor, para que eu possa perceber no meio do incessante labor cotidiano dos ruídos, lutas, alegrias, cansaços ou desalentos, a Tua presença constante no meu coração.

Acalma meu passo, Senhor, para que eu possa entoar o cântico da esperança, sorrir para o meu próximo e calar–me para escutar a Tua voz.

Acalma meu passo, Senhor, e inspira-me a enterrar minhas raízes no solo dos valores duradouros da vida, para que eu possa crescer até às estrelas do meu destino maior.

Obrigado, Senhor, pelo dia de hoje, pela família que me deste, pelo meu trabalho e, sobretudo, pela Tua presença em minha vida.

Tudo isto Te peço, Senhor, pois se estás comigo, em nenhum lugar me sentirei triste, porque, apesar da tragédia diária, Tu enches de alegria o Universo.

Se estás comigo, não tenho medo de nada, nem de ninguém, porque nada posso perder e todas as forças do Cosmos são impotentes para tirar-me o que me pertence, na qualidade de filho de Deus: o Teu amor.

Se estás comigo, tudo executarei em Teu nome. Enfim, em nenhum lugar me sentirei estranho, deslocado, porque estás em todas as regiões, na mais suave de todas as paisagens, no limite indeciso de todos os horizontes.

* * *

A brisa refrescante que arrefece o calor dos dias de verão somente nos beneficiará se a respirarmos compassadamente.

Somente poderemos sentir a chuva benfazeja que se derrama sobre larga faixa terrestre, trazendo a fertilidade ao chão e alimentando as fontes, se alongarmos as mãos para recolher o líquido precioso.

Também as bênçãos de Deus se espelham sobre todas as criaturas, porém, para que as possamos sentir, dulcificando-nos as vidas, é preciso que nos unamos, em sintonia feliz, a essas faixas de luz.

E essa sintonia se chama oração.

Redação do Momento Espírita, com base no cap.3, do livro Rosângela,
pelo Espírito Rosângela, psicografia de Raul Teixeira, ed. FRÁTER e no
texto Se amas a Deus, de Amado Nervo, do livro Um presente especial,
de Roger Patrón Luján, ed. Aquariana.
Disponível no livro Momento Espírita, v. 3, ed. FEP.
Em 2.8.2018.

De: Bete Moreira
Para: Todos
E-mail: luannina2012@hotmail.com
Data: 26/07/18 20:24

Senhor Jesus agradeço por tudo que tens feito por mim e toda minha família e peço que continue nos abençoando sempre com muita saúde,paz,amor,fé e coragem!.Permita senhor q estejamos sempre amparados por amigos espirituais, nos afastando de todos os perigos e maldades do mundo.
Agradeço e peço pelos que se encontram deprimidos, doentes do corpo e da alma, os que estão nos hospitais, pelas mães q sofrem por seus filhos abandonados e perdidos,pelos desempregados,pelos presidiários,pelos q se encontram debaixo dos viadutos dormindo ao relento e principalmente por aqueles q ainda não te conhecem.

 
 
Busca
  
  
  
 
Temas Importantes
- Reencarnação
- Obsessão
- Mediunidade
 
Divulgação
- Indique o Site
- Adicione aos Favoritos
 
Mensagem do dia
“Ninguém susta golpes de ofensa com pancadas de revide, tanto quanto ninguém apaga fogo a jorros de querosene”. Emmanuel
 
Boletim Eletrônico
Cadastre seu e-mail e receba mensagens de Luz, textos e outras informações.
E-mail

Assinar Remover
Copyright© 2004/2018 - O Espiritismo - Araraquara/SP - Todos os direitos reservados

Webmaster