Mensagens de Luz  
 
 
  Textos Espíritas  
 
 
  Guia de Centros Espíritas  
 
 
  Fale Conosco  
 
 
Página Inicial - O Espiritismo
 Home
 A Doutrina
  O que é?
  Conheça Allan Kardec
  Biografias
  Galeria de Imagens
  Fale Conosco
  Links Indicados
  Sugestão de Livros
  Obras Básicas
 O Espiritismo e Você
  Mensagens de Luz
  Textos Espíritas
  Guia de Endereços
  de Centros Espíritas
 
 
>> TEXTOS ESPÍRITAS >> EURíPEDES BARSANULFO
 

DEUS

Autor: Eurípedes Barsanulfo


O Universo é obra inteligentíssima; obra que transcende a
mais genial inteligência humana; e, como todo efeito
inteligente tem uma causa inteligente, é forçoso inferir que a
do universo é superior a toda inteligência; é a inteligência das
inteligências; a causa das causas; a lei das leis; o princípio dos
princípios; a razão das razões; a consciências das consciências;
é Deus! Deus! Nome mil vezes santo, que Newton jamais
pronunciava sem se descobrir!



Ó Deus que vos revelais pela natureza, vossa filha e nossa

mãe, reconheço-vos eu, Senhor, na poesia da criação; na

criancinha que sorri; no ancião que tropeça; no mendigo que

implora; na mão que assiste; na mãe querida que vela; no pai

extremoso que instrui; no apóstolo abnegado que evangeliza

as multidões.


Ó Deus! Reconheço-vos eu, Senhor, no amor do esposo; no

afeto do filho; na estima da irmã; na justiça do justo; na

misericórdia do indulgente; na fé do homem piedoso; na

esperança dos povos; na caridade dos bons; na inteireza dos

íntegros.

Ó Deus! Reconheço-vos eu, Senhor! no estro¹ do vate²;

na eloquência do orador; na inspiração do artista; na santidade

do mestre; na sabedoria do filósofo e nos fogos eternos do

gênio!


Ó Deus! Reconheço-vos eu, Senhor! na flor dos vergéis³, na

relva dos vales; no matiz dos campos; na brisa dos prados; no

perfume das campinas; no murmúrio das fontes; no rumorejo

das franças; na música dos bosques; na placidez dos lagos; na

altivez dos montes; na amplidão dos oceanos e na majestade

do firmamento!


Ó Deus! Reconheço-vos eu, Senhor! nos lindos antélios¹¹, no íris

multicor; nas auroras polares; no argênteo¹² da Lua; no brilho do

Sol; na fulgência das estrelas; no fulgor das constelações!

Ó Deus! Reconheço-vos eu, Senhor! na formação das

nebulosas; na origem dos mundos; na gênese dos sóis; no

berço das humanidades; na maravilha, no esplendor e no

sublime do Infinito!


Ó Deus! Reconheço-vos eu, Senhor! com Jesus, quando ora:

"Pai nosso que estais nos céus..." ou com os anjos quando

cantam: "Glória a Deus nas alturas, Paz na Terra aos Homens e

Mulheres da Boa Vontade de Deus".

¹estro =Inspiração ou entusiasmo poético ou artístico.

²vate = poeta, profeta

³Vergel =Lugar com árvores, horto, jardim, pomar

¹¹antélio = Fenômeno luminoso solar.

¹²argênteo = prata



Voltar para Textos Espíritas

HISTÓRICO DE TEXTOS DE EURíPEDES BARSANULFO
28/06/2014 - DEUS

 
HISTÓRICO DE TEXTOS DE TODOS AUTORES
24/11/2020 - O Espiritismo em Bordeaux

11/02/2018 - A Fé

18/12/2017 - Natal

17/09/2017 - Sobre Jesus e o Espírito da Verdade

16/06/2017 - Reencarnação

 
 
Busca
  
  
  
 
Temas Importantes
- Reencarnação
- Obsessão
- Mediunidade
 
Divulgação
- Indique o Site
- Adicione aos Favoritos
 
Mensagem do dia
“Cada criatura constrói na própria mente e no próprio coração o paraíso que a erguerá ao nível sublime da perfeita alegria, ou o inferno que a rebaixará aos mais escuros antros de sofrimento”. Emmanuel
 
Boletim Eletrônico
Cadastre seu e-mail e receba mensagens de Luz, textos e outras informações.
E-mail

Assinar Remover
Copyright© 2004/2024 - O Espiritismo - Araraquara/SP - Todos os direitos reservados

Webmaster